Dragoeiro / Dragon Tree

by Filipe Franco

No passado dia 18 de Junho, a Casa da Cerca festejou o aniversário do Jardim Botânico Chão das Artes e inaugurou um novo núcleo de desenhos na exposição Sobre-Natural – 10 Olhares Sobre a Natureza (ver post no arquivo de 28 de Março, 2011). As peças expostas foram criadas propositadamente para a Casa da Cerca, como homenagem ao Dragoeiro recentemente plantado no Jardim Botânico Chão das Artes. / Last June 18th,  Casa da Cerca celebrated the anniversary of the Chão das Artes Botanical Garden and opened its doors for a new show, part of the exhibit Sobre-Natural – 10 Olhares Sobre a Natureza (take a look at post on March 28, 2011). All drawings were commissioned by Casa da Cerca as a tribute to the Chão das Artes Botanical Garden newly planted Dragon Tree.

Esta foi a peça que eu fiz e na qual decidi, para além da representação do Dragoeiro, colocar um apontamento sobre o pigmento avermelhado produzido pela planta. De cima para baixo: as duas primeiras amostras correspondem a diferentes diluições do pigmento raspado da casca de um outro Dragoeiro. A terceira amostra é uma tentativa de aproximação da cor original. As últimas três amostras correspondem às três cores utilizadas na aproximação. Elas são, respectivamente, Perylene Maroon, Permanent Rose e Sepia. / This is my illustration. In addition to depicting the Dragon Tree, I decided to play with the red pigment produced by the plant. From top to bottom: the first two samples correspond to different dilutions of the pigment which was scraped from the bark of another Dragon Tree. The third sample is an attempt to match the original color. The last three samples correspond to the pigments used for the color matching process. They are, respectively, Perylene Maroon, Permanent Rose and Sepia.

dragoeiro

Anúncios